GESTÃO DE PESSOAS: CONCEITOS, FUNÇÕES E TENDÊNCIAS  

Você já sonhou em atuar em algum cargo de liderança na empresa em que trabalha ou quando entrar no mercado de trabalho?

Pois é, segundo pesquisa da Endeavor, feita com mais de mil profissionais, a gestão de pessoas é um dos maiores desafios dos empreendedores brasileiros.

Ou seja, se há dificuldade no mercado de trabalho, essa pode ser uma oportunidade que surge para os profissionais capacitados nessa área. Mas você sabe quais são os principais conceitos?

Não?

Segue com a gente, pois preparamos um material completo. Preparado(a)

TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE GESTÃO DE PESSOAS

O que é gestão de pessoas?

Bom, é o conjunto de práticas que visam à manutenção, à retenção e ao desenvolvimento do capital humano de uma empresa.

Capital humano?

Isso mesmo. As empresas mais competitivas do mercado passam, cada vez mais, a mensurar o nível de talento que possuem em seus quadros de profissionais. Fatores como experiência, educação e perícia são observados.

Então, as técnicas para motivação, educação, retenção de talentos e busca da melhoria da performance do colaborador estão dentro desse ramo da gestão.

E o papel da gestão de pessoas é apenas do setor de recursos humanos? Não. A gestão de pessoas é tão importante que não pode ser atribuição só de um setor mas também de todos os líderes e gerentes da organização.

Qual a importância da gestão de pessoas para as empresas?

Gerir pessoas no trabalho por meio da administração do seu potencial criativo e produtivo e da sua capacidade de aprender e colaborar é fator-chave para o sucesso e se tornou crucial para que as organizações alcancem um diferencial competitivo.

Empresas que se destacam no mercado atualmente, como a Ambev, possuem profissionais com alto grau de envolvimento com a organização. Envolvimento esse que vem sendo a palavra-chave e decisiva para os resultados empresariais.

As boas práticas de gestão de pessoas estão cada vez mais ligadas aos resultados das empresas, visto que, quanto mais motivados são seus quadros internos, maior é o valor que os colaboradores agregam às empresas.

Você já ouviu falar sobre a cadeia serviço-lucro? E qual impacto dela para um gestor?

Exemplo da importância da gestão de pessoas e sua relação com os resultados das empresas é o estudo Cadeia Serviço Lucro.

Já ouviu falar sobre esse estudo? Os pesquisadores Heskett, Sasser e Schlesinger publicaram em 1996 na famosa revista de gestão a Havard Business Review um estudo que propõe uma relação direta entre lucro, fidelidade do cliente, e a satisfação, lealdade e produtividade dos colaboradores.

Olha só a sequência que os autores propõem:

  • Qualidade interna guia a satisfação do empregado;
  • A satisfação do empregado guia a permanência e produtividade;
  • A retenção de empregados e a produtividade determina o valor do serviço;
  • O valor do serviço determina a satisfação do cliente;
  • A satisfação do cliente determina a lealdade do cliente;
  • A lealdade do cliente determina a lucratividade e o crescimento;

Criando uma relação clara sobre a satisfação e gestão dos colaboradores com o lucro interno. Tem autores dentro da gestão que apontam que melhorias no atendimento devido a colaboradores mais felizes e engajados podem impactar em um aumento de até 85% nos lucros.

Então, gestão de pessoas é apenas uma responsabilidade do setor de recursos humanos?

Não. A gestão de pessoas até pode ser competência de um setor específico, como do recursos humanos (RH) da organização, mas também é de todos os gestores em todos os níveis da organização.

Inicialmente, a área de recursos humanos era responsável apenas pelos processos de recrutamento, seleção e treinamento. Esse papel vem mudando, visto que as necessidades dentro da gestão de pessoas só aumentam.

O que é tendência, hoje, na gestão de pessoas?

A gestão de pessoas, hoje, tem que focar no planejamento estratégico da organização e atuar objetivando o cumprimento das metas e dos objetivos estratégicos, criando uma vantagem competitiva ao atender aos seguintes critérios:

  • Considerar as pessoas como fontes de vantagem competitiva dando oportunidade para que colaborem para a diminuição de custos e da inovação.
  • Reconhecer os talentos raros quanto às competências, aos conhecimentos e às habilidades.
  • Manter times selecionados e motivados, valorizando suas contribuições.
  • Realizar novos projetos e novas tarefas com o uso do trabalho em equipe e da cooperação.

Quais são os fundamentos da gestão de pessoas?

A gestão de pessoas, como foi mencionado inicialmente, aparenta ser um problema entre os líderes das empresas. As responsabilidades de selecionar, treinar, desenvolver e capacitar pessoas estão entre as atribuições dos gestores, principalmente dos mais modernos.

Líderes de sucesso entendem a importância da gestão de pessoas e como ela impacta a formação de equipes de alto desempenho.

Entre suas funções básicas, estão:

  • seleção;
  • treinamento;
  • resolução de conflitos;
  • gestão de processos;
  • gestão da força de trabalho.

Vamos ver cada uma dessas?

Seleção

Selecionar o candidato certo para uma vaga pode ser uma das funções mais importantes que o recrutador ou líder deve executar. Novos colaboradores representam um montante expressivo dos investimentos de tempo e dinheiro das empresas, podendo impactar o futuro delas. Esses investimentos vêm atrelados à expectativa de desempenho do colaborador.

Uma das formas de se ter sucesso no campo da gestão de pessoas é ter um entendimento claro de todas as necessidades do cargo. Então, um documento organizado com todas as habilidades e competências para o cargo é um bom começo para realizar uma boa contratação.

Outra dica importante é que, quando elaborada a discussão do cargo, essa deve ser debatida com os superiores da área e com os futuros colegas de trabalho desse colaborador.

Além disso, uma lista de prioridades entre as competências elencadas pode ajudar, e muito, na escolha entre os diversos candidatos à vaga.

Treinamento

Assim que for contratado, imediatamente, esse novo colaborador passa a representar a empresa. Então, você não gostaria de que uma pessoa incapacitada fosse a nova cara da sua empresa, certo?

Desenvolver um programa estruturado de treinamento pode ser importante para que você, rapidamente, possa extrair os melhores resultados dos novos colaboradores.

Mas isso é apenas para novos colaboradores?

Não, claro que não. Um programa de treinamento pode ser a diferença entre a retenção de talentos ou o seu turnover. Ou seja, colaboradores que percebem que a empresa se interessa em sempre os desenvolver tendem a produzir mais e permanecem mais tempo na instituição.

Observe os pontos que são importantes de serem observados no momento de criar um programa de treinamento:

  • Estimar: O que os profissionais de cada cargo precisam saber?
  • Design: Quais os componentes do programa e como eles interagem?
  • Desenvolvimento: Quais ferramentas ou modalidades serão utilizadas?
  • Implementação: É viável a instalação do programa esboçado?
  • Avaliação: Como serão medidos os resultados dos treinamentos?

Resolução de conflitos

Uma das formas de destruir a moral de uma equipe de forma mais rápida é negligenciar um conflito. Um dos erros mais comuns na gestão é pensar que um conflito não resolvido afeta apenas os envolvidos, e não a equipe como um todo.

Uma equipe de alta performance saudável inclui uma atenção à resolução de conflitos de forma eficiente e rápida.

Sabe qual é um dos fatores mais importantes para resolução de um conflito? Sinceridade. Permita que os envolvidos em um conflito compartilhem seus sentimentos sobre o ocorrido. Esconder o que se sentiu durante o processo só adia a resolução do problema.

Todas as partes envolvidas devem ter espaço para compartilharem como encararam a situação e como se sentiram. É importante que, nesse ponto, as pessoas se atenham unicamente às suas emoções e aos seus entendimentos.

Outro ponto é que todas as partes tenham igualdade nas oportunidades de se expressarem, ou seja, deve haver o mesmo tempo e respeito para cada um dos envolvidos.

Após ambas as partes terem se manifestado, é importante dedicar um tempo para o fortalecimento de valores, como a empatia. É preciso que se coloquem no lugar do seu colega de trabalho.

Com positividade e abertura, as partes vão poder procurar juntas uma solução para o conflito ou, pelo menos, entender as atitudes que foram tomadas de acordo com a visão do outro.

Gestão de processos

Este não é um material sobre gestão de pessoas? Isso mesmo! A gestão de processos vai afetar diretamente a eficiência de uma equipe. Melhorar fluxos de trabalho pode requerer o redesenho de cargos ou até a sua extinção.

Como já falamos várias vezes, a gestão de pessoas vem sendo cada vez mais cobrada pelos seus resultados, inclusive os financeiros.

Gestão da força de trabalho

Após todos esses passos, é possível ver o quanto se gasta de tempo e dinheiro com cada membro de uma equipe, não é mesmo? Então, imagine o quanto é difícil para um gestor realizar a demissão de um membro da equipe!

Muitas vezes, os gestores demoram para realizar ajustes em sua equipe, trazendo prejuízos incalculáveis.

Assim que péssimas performances ou maus comportamentos sejam detectados, os gestores de pessoas precisam agir de forma imediata. Inicialmente, de forma muito parecida com o ponto “resolução de conflitos”, é importante que seja descrito ao colaborador o problema e explicadas as consequências da sua não resolução.

Ainda, é fundamental que seja traçado um plano de trabalho para a resolução do problema. Principalmente, é essencial que esse plano de trabalho tenha indicadores mensuráveis, pois, após um problema, o gestor pode se ater a um viés de confirmação. Não importando as melhorias de performance ou do comportamento do membro do time, seus resultados não serão observados. Em caso de não solução do conflito, é necessário que ajustes sejam realizados, podendo ser o reaproveitamento do colaborador em um novo cargo ou o fim da relação de trabalho com a empresa.

E ai, gostou das dicas?

Temos um curso especial para você dar os primeiros passos no campo da gestão de pessoas.

Você irá aprender e praticar tudo sobre:

  • Gestão de pessoas: aspectos fundamentais;
  • Provisão e aplicação de Recursos Humanos;
  • Manutenção de RH;
  • Tipos de remuneração e benefícios;
  • Treinamento e Desenvolvimento (T&D);
  • Negociação e comunicação;
  • Avaliação de desempenho.

Clique no link abaixo e aproveite o lote promocional do mês!